PROBLEMAS DE TEXTO RECORRENTES OBSERVADOS EM NOSSA EXPERIÊNCIA

 


Abaixo listamos alguns dos problemas de texto recorrentes que observamos na nossa experiência com a REVISOTECA, que tratamos no Webinar com a Daiana da Mettzer:

 

·         Plágio recorrente.

·         Analfabetismo funcional generalizado (até em mestrando e doutorandos).

·         Problemas com repetição de palavras e conectivos, vícios de linguagem, frases muito longas.

·         Parágrafos e orações muito extensas e confusas.

·         Uso excessivo (ou inadequado) da vírgula e falta do ponto final.

·         Orações incoerentes e sem coesão.

·         Frases confusas e falta de algumas palavras, principalmente conectivos.

·         Redundância em frases.

·         Espaços excessivos entre parágrafos.

·         Uso de letras maiúsculas incorretamente no início de palavras.

·         Uso incorreto do gênero de substantivos.

·         Erros de pontuação e acentuação.

·         Falta ou uso incorreto da crase em algumas palavras.

·         Problemas de paragrafação: orações que formam o parágrafo estão mal articuladas entre si e com falta de conectivos.

·         Gerundismo, um vício de linguagem frequente. Ex.: visando, tornando.

·         Frases longas ou em ordem invertida.

·         Uso de palavras inúteis ou ambíguas.

·         Tradução do Abstract feita com o Google Translate ou com outra ferramenta online, geralmente com vários problemas na tradução e adaptação do idioma.

·         Confiança excessiva no corretor automático, que trata inadequadamente algumas ocorrências.

·         Dificuldade com as mudanças do Novo Acordo Ortográfico.

 

Além de problemas como:


·         Formatação inadequada.

·         Normas de citação incorretas.

·         Ausência de referências em frases importantes.

·         Ausência de materiais concretos, como figuras, tabelas, quadros, gráficos.

·         Ausência de fontes e referências em frases.



PLÁGIO E ANALFABETISMO FUNCIONAL

·         As dificuldades e limitações dos acadêmicos em desenvolver razoavelmente um texto bem escrito, levam os mesmos à famigerada prática do plágio.

·         A maioria dos universitários têm alguma dificuldade com escrita e interpretação de texto, apresentando dificuldades para lidar com textos mais longos.

 ·         O analfabetismo funcional, infelizmente, é o resultado da degradação educacional e cultural que existe no Brasil há muitas décadas.

 

REFORMA ORTOGRÁFICA DA LÍNGUA PORTUGUESA

 ·         Outra fonte de muitas dúvidas entre os acadêmicos é o novo acordo ortográfico. Especialmente na questão do hífen.

·         Os alunos não sabem exatamente o que mudou.

·         Além disso, a mudança, embora tenha afetado um número pequeno de palavras, envolveu alguns vocábulos muito conhecidos.

 

CORRETORES AUTOMÁTICOS

·         A língua portuguesa é complexa e muitas vezes o corretor interpreta de maneira errada o texto.

·         Quando desatualizado, faz uso da antiga norma gramatical.

·         Sugerem palavras de forma incorreta, incoerentes com o parágrafo ou frase, principalmente em textos complexos.

·         Em alguns casos, o editor aponta que algumas palavras corretas não existem (neologismo), não sinaliza que algumas palavras estão juntas.


Ainda não se inscreveu para o Webinar da Mettzer? Confira mais informações no canal da Mettzer no Instagram @mettzer 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FAMIGERADO PLÁGIO

RESUMO, PALAVRAS-CHAVE e ABSTRACT: COMO COMEÇAR?

CHECKLIST DO TCC: O QUE NÃO PODE FALTAR

A REVISÃO TEXTUAL E SUA RELEVÂNCIA PARA A EDUCAÇÃO ONLINE NA PANDEMIA

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS EM TRABALHOS CIENTÍFICOS E ACADÊMICOS

QUESTIONAMENTOS PRINCIPAIS DE QUEM COMEÇA A ESCREVER O TRABALHO ACADÊMICO

IMPORTÂNCIA DA REVISÃO TEXTUAL EM TRABALHOS FINAIS DE CURSO

PESQUISA REALIZADA NO ENSINO SUPERIOR MOSTRA DIFICULDADES DE ESCRITA E LEITURA

CURSOS ONLINE GRATUITOS DE INGLÊS, ESPANHOL, FRANCÊS, ALEMÃO, JAPONÊS, MANDARIM...